Com vocês, Quarta Feira.

Quartas feiras sempre foram um problema pra mim, e depois que eu inventei de fazer esse blog só piorou, por que daí eu tinha que me preocupar em fazer as porcarias dos posts semanais. Mas agora as coisas vão mudar, eu vou fazer os posts na quinta feira. Não, brincadeira, eu tô atrasado mesmo; mas uma coisa que vai mudar é que eu não vou me forçar a fazer isso toda quarta. Se eu tiver material pra isso bom, se não paciência, faço quando puder, não devo nada a ninguém.

Então, pra começar o ano vamos focar no começo do ano. Desde que esse 2014 começou eu honestamente não posso dizer que estou passando pelo momento mais feliz da minha vida E É ASSIM QUE EU COMEÇO O ANO, SRAS E SRS, e eu estava animado pra esse ano, mas força que melhora. Enfim, eu me dei com uma pá de coisas que me deixam felizes e que eu fico com vontade de ver de novo e de novo, por que sim. A primeira delas é uma promessa, no caso de um álbum, por que desde que Metronomy lançou I’m Aquarius eu tô ouvindo e vendo esse lindo clipe e esperando pelo cd.


me leve pras alturas, banda maravilhosa

Metronomy é uma das minhas bandas favoritas e eles lançaram três álbuns maravilhosos em uma patada, um deles é uma das coisas mais inspiradoras que eu conheço, o Nights Out, recomendo 10/10. Ainda nessa vibe eletrônica/psicodélica, um site que eu não me canso de visitar é o cachemonet.


sutil

Cachemonet é um site gerador de arte aleatória, baseada em imagens curadas do tumblr, com uma música ótima de fundo (se chama Windowdipper, e essa música me viciou dum tanto). Parece bobo, e provavelmente é, mas tem 50% de chance de te viciar também, então eu tomaria cuidado.

Coisa que acabou de me deixar feliz também foi ler esse texto aqui, que nessa época tá mais necessário que tudo. se chama Pelo fim da patrulha do gosto alheio, e pede o fim da patrulha do gosto alheio. Não dou spoiler, leiam.


chupada do texto, auto explicativo

Agora a coisa mais maravilhosa foi esse vídeo. Se vocês quiserem ouvir a um apelo meu ouça este: veja. This Actually Happens A Lot do animador Tom Law, que inclusive tem uma pá de animações maravilhosas, mas essa, gente, fico sorrindo bobo..


sutil (de vdd)

Outra e última coisa a me deixar sorrindo bobo é o primeiro e único e homônimo cd do Suburban Lawns. Conheci no finalzinho do ano passado, no blog do Séamus Gallagher, aquele quadrinista que eu falei aqui. É divertido, rápido de ouvir, às vezes é mais explosivo, com uma leve gritaria, mas no geral é um tipo de post-punk animadinho (não faz muito sentido, tô ligado). Janitor, a música mais conhecida deles, dá até pra ouvir com a mãe que ela vai achar divertida, nem vai pereber que o filho tá escutando música obscura dos anos 80 e sendo uma decepção pra família..


pra ouvir Janitor clica na imagem, pra baixar procura no google que ninguém aqui é teu empregado

E é cantando “I’m a Janitor. Oh my genitals!” que eu encerro essa encomenda atrasada. Espero que curtam o novo formato, acho que vai me facilitar escrever essas coisas.. Digam o que acharam, se quiserem, se não quiserem eu não tô nem aí.

Anúncios

Com vocês, Quarta Feira.

Pois então, pessoal. Estou eu aqui de volta, já com internet e tudo lindamente arrumado, chega a hora de botar a mão na massa, mais uma vez.

O tema dessa semana -PAUSA oi, ainda estamos trabalhando com tema? – Sempre que possível, risos. Enfim, eu tinha pensado em juntar uma coisas futuristas, mas eu vi um filme (o do fim do post) e fiquei muito loco doidão animado inspirado e decidi deixar o futuro pra semana que vem (????).

Ilustração – Rebecca Mock

Hoje eu decidi usar como tema”coisas que nos deixam com aquele sentimento de ‘eita meu que é que está contecendo aqui'”. Pra começar, a arte de Rebecca Mock. Conheci recentemente mas mesmo assim, curti muito, principalmente o uso de cores..

Micah Buzan – Heal the weak

Já esse eu conheço há muito tempo atrás mas nunca me canso de rever, e toda vez eu fico bobo.. A música e a animação foram feitas pelo mesmo cara, e eu acho as duas fantásticas. Tudo no lápis e canetinha.

Design – João Ruas

http://feral-kid.com/

Artista brasileiro foda. E não é nem pela perfeição e pelo realismo dos trabalhos dele, é pela criação em cada obra. Lindo e genial e perturbador.

Vídeo – Murder

PRESTEM ATENÇÃO NESSE VÍDEO sério eu não prestei da primeira vez e fiquei perdido risos assisti 79 vezes e não sei se entendi. Mas se eu entendi eu acho que eu gostei.

Filme – Martha Marcy May Marlene


(IMDB)

“Você já teve aquela sensação em que você não sabe se uma coisa é um lembrança ou um sonho?”

Martha Marcy May Marlene, ou a razão pela qual eu mudei esse post e atrasei um dia. Talvez você tenha reparado que eu não coloquei o link do trailer.. Isso é por que você NÃO VAI assistir o trailer. Confie em mim, uma vez na vida. Se você sentiu vontade de assistir o filme pelo cartaz, pelo nome, não procure mais nada, apenas vá assistir o filme. Abandone todas as suas expectativas e pré-avaliações, assista com a cabeça limpa e pronto. Eu não posso falar muita coisa pra não estragar tudo, e isso por que corro o risco de já estar estragando, mas vale à pena.

E desculpem o atraso, quando eu comecei era quarta feira.